comercial@dominiuminfo.com.br
(16) 3627-9889
Obsolescência programada: a função de “pifar” que seus equipamentos já possuem
Apresentaremos o conceito de obsolescência programada e o que fazer para não perder o seu investimento.
Postado em 26/10/2018
    Compartilhe:

Existe uma máxima no mercado de que “as coisas não são mais feitas para durar”. Muitas pessoas se queixam de que hoje tudo deixa de funcionar muito rápido, dizendo que o defeito é programado de fábrica. A isso damos o nome de obsolescência programada.

Mas o que é ela?

Na verdade, a obsolescência dos equipamentos acontece por uma série de fatores, contudo, não é mentira que os fabricantes estão encorajando a diminuição no tempo de vida útil dos produtos, e por consequência, a troca deles.

Vale deixar claro que o nosso objetivo não é de forma alguma vilanizar os fabricantes. Temos como objetivo trazer informações sobre a obsolescência programada e ajudar você e a sua empresa a economizar dinheiro ou garantir a segurança dos investimentos em equipamentos.

Então, vamos conversar.

Como começou a obsolescência programada?

Os anos 20 foram um período extremamente turbulento para a economia americana. É preciso lembrar que nessa época o país começou a entrar na grande recessão, arrastando os Estados Unidos para uma década delicada em sua história.

As empresas chegaram à conclusão de que se quisessem aquecer as suas vendas e manter a competitividade no mercado, teriam que produzir produtos que durassem menos. Indo contra tudo o que se acreditava até então.

Foi isso o que elas fizeram, um documentário intitulado The Light Bulb Conspiracy mostra exatamente como as empresas de lâmpadas entraram em um acordo e diminuíram a vida útil dos seus produtos em menos da metade.

Como a obsolescência programada funciona no mercado moderno?

A obsolescência programada atua como uma impulsionadora do mercado, que como todas as práticas, traz prejuízos e benefícios aos usuários.

O principal benefício está justamente na acirrada disputa pelo desenvolvimento tecnológico. É possível afirmar com bastante convicção de que sem a obsolescência programada nós não teríamos os avanços tecnológicos na velocidade que eles acontecem hoje em dia.

Infelizmente, um dos maiores prejuízos está no impacto ambiental causado pela fabricação dos equipamentos eletrônicos. Outro ponto negativo é a perda de investimento, caso a compra de um equipamento seja feita sem a devida pesquisa.

Como fugir do prejuízo?

Independente da área de atuação, o funcionamento de qualquer escritório moderno depende da presença de diversos equipamentos: impressoras, notebooks, tablets, até mesmo os celulares, são todos equipamentos que sofrem, em maior ou menor grau, desgaste e necessitam de substituição periódica.

Lembrando mais uma vez que a obsolescência programada não se trata de uma jogada desonesta dos fabricantes, e sim uma maneira de manter o mercado girando, aquecido e competitivo.

Para poder garantir que os investimentos, sobretudo em tecnologia, não sejam perdidos ou caiam na teia de uma obsolescência prematura, nós apresentamos duas dicas:

Pesquisa prévia dos equipamentos desejados

Chega de comprar com os olhos. Antes de adquirir um produto é recomendado fazer um mapeamento das necessidades que o produto terá que suprir dentro do ambiente de trabalho.

Vale fazer uma pesquisa com os colaboradores que trabalham no setor onde o produto será utilizado.

Dica de ouro: pesquise sempre se o produto faz parte de uma linha nova, ou seja, que está em ascensão dentro do fabricante. Ou se faz parte de uma linha antiga, já que linhas antigas correm o risco de serem descontinuadas pelos fabricantes, dificultando as manutenções futuras.

Locação de equipamentos, o Outsourcing de TI

O chamado Outsourcing de TI funciona como uma locação normal. A sua empresa irá alugar impressoras, notebooks, servidores – entre tantos outros itens – de uma empresa de confiança.

Esse modelo de negócio apresenta uma série de vantagens, como o baixo custo inicial – ou seja, a necessidade de um investimento comparativamente muito abaixo.

Com as locações também será possível ter disponíveis as melhores opções em tecnologia, sem precisar ficar trocando de equipamentos anualmente.

A locação apresenta outra vantagem, reduz à zero o risco com algum prejuízo em decorrência da obsolescência programada. Uma vez que o responsável pelo produto é a empresa dona dele. Então, quando um notebook ou uma impressora apresentar problema, basta solicitar a troca do equipamento.

Sobre o impacto ambiental da obsolescência programada

Acreditamos em um mercado competitivo e sem vilões

Muitos países buscam alternativas e procuram firmar acordos entre as grandes corporações de forma a diminuir o impacto ambiental na produção tecnológica.

Esse debate ganha um elemento extra quando o consumidor se mostra mais sensível às questões ambientais. Ou seja, empresas visivelmente despreocupadas tendem a perder clientes.

Como nós dissemos, existem mecanismos de defesa que a sua empresa pode contar na hora de adquirir um equipamento. Sendo que a pesquisa prévia e o Outsourcing de TI são duas práticas comprovadamente eficazes.

E aqui nos apresentaremos, a Dominum, somos uma empresa especializada em Outsourcing de Ti. Com uma vasta carteira de clientes e com equipamentos top de linha no mercado.

Entre em contato conosco e descubra mais sobre o que nós podemos lhe oferecer. Estamos disponíveis para conversar e trocar experiências.

Não deixe de acompanhar as nossas publicações, estamos sempre trazendo novidades sobre tecnologia e informação.

Comente com o facebook

Notícias mais vistas
As vantagens e desvantagens da automação de serviços
A importância do outsourcing em T.I. na economia circular
Video Wall: A nova aposta do mercado para atrair clientes
Como a gestão de resíduos sólidos pode impulsionar a economia